Aumente o envolvimento dos seus voluntários: Usando a Escada do Engajamento

Construir um movimento não envolve apenas a realização de uma ação. Construir um movimento tem a ver com cultivar relacionamentos e fazer crescer o sentimento de poder do povo. Para isso, oferecemos maneiras de fazer com que as pessoas se envolvam mais profundamente. O conceito da escada de engajamento pode nos garantir que convidaremos as pessoas a terem um comprometimento mais profundo.

Duração: 20 minutos Tamanho do grupo: 5-20 pessoas

 

Uma história da líder da equipe regional da 350 na África, Ferrial Adam, nos dá um exemplo. Ela fazia parte de uma organização de justiça ambiental que trabalhava com pessoas nas bases. Liderada majoritariamente por mulheres, essa organização estava desafiando uma política de governo chamada “Eletricidade Básica Gratuita”. Essa política garante que o governo pague por uma certa quantidade de eletricidade para as famílias mais pobres (atualmente 50KWh, cerca de 5% do da média dos lares dos Estados Unidos).

 

Esta é uma questão importante porque a falta de acesso à energia muitas vezes condena bairros inteiros à pobreza. Por exemplo, aqueles que não possuem eletricidade muitas vezes dependem de parafina, velas ou corte de árvores, criando uma série de efeitos ambientais e de saúde negativos (por exemplo, aproximadamente 80.000 crianças sofrem envenenamentos a cada ano por beber parafina acidentalmente).

 

Esta política foi amplamente creditada como uma política de justiça social, com muitos ativistas querendo aumentar a quantidade de energia, dizendo que não era o suficiente. Mas aqueles mais afetados por esta política não faziam parte do debate. Então Ferrial foi encarregada de realizar um estudo de pesquisa para aprender mais sobre os impactos reais sobre as famílias, o que significava ir aos bairros mais pobres de Joanesburgo.

 

Então ela começou vendo onde as pessoas estavam. Seu primeiro passo foi a identificação de um grupo de mulheres que já estavam mobilizadas e trabalhando com questões energéticas. Era importante começar explicando a intenção e a necessidade daquele trabalho. Ela começou pedindo para que as pessoas monitorassem seu consumo de eletricidade. Ela passou um tempo construindo relacionamentos, em sua maioria com mulheres que cuidavam do trabalho doméstico. Muitos meses de oficinas semanais foram necessários para ensinar as pessoas a calcularem o consumo de energia dos diferentes aparelhos domésticos.

 

Alguns meses depois, quando ela terminou seu relatório, surgiu uma oportunidade para uma outra etapa. A agência reguladora nacional estava falando sobre aumentar os custos através de tarifas, e estava realizando audiências públicas. Através da organização de Ferrial, perguntaram às mulheres se elas poderiam testemunhar a partir de sua própria experiência. Este foi um passo natural para elas, e elas agarraram a oportunidade. Ferrial descreve: “Foi muito surpreendente e poderoso assistir essas pessoas indo a uma audiência e falando coletivamente sobre por que o governo não deveria aumentar o preço da energia elétrica”.

 

Este é um bom exemplo do desenvolvimento de uma pesquisa capaz de desafiar a política e que foi desenvolvida nas bases. As mulheres receberam suporte ao subir diferentes níveis de engajamento ao longo desses meses – adquirindo experiência sobre seu próprio uso energético, educação sobre as políticas nacionais e os impactos sobre as mudanças climáticas. Cada degrau deu a elas uma maior confiança para serem capazes não só de testemunhar, mas também para serem fortes ativistas comunitárias.

 

Este conceito é às vezes chamado de “escada do engajamento”. Alguns organizadores deixam isso bem explícito: em suas mentes, eles atribuem às pessoas uma nota com base no quão envolvidas e conectadas estão com a questão, numa escala de 1 a 5. Enquanto a pessoa no nível “1”, por exemplo, não tem conexão com a campanha e com o que está acontecendo, uma pessoa “5” está pronta para participar de qualquer ação.

 

De qualquer forma, a lição deve ser clara: o que você for pedir para alguém fazer deve estar relacionado ao nível de envolvimento da pessoa. É importante que cada grupo pense sobre alguns dos caminhos que eles criaram para as pessoas expressarem diferentes níveis de envolvimento, e como continuar encontrando as pessoas que estão prontas para um envolvimento maior.

 

Alguns grupos criam uma lista, por exemplo:

 

Alto Engajamento

 

Disposição para fazer sacrifícios pessoais
Reunir-se com uma organização aliada

Facilitar uma reunião

Fazer uma ligação
Participar de um protesto
Escrever uma carta
Ler panfletos

Usar um bottom

Assinar uma petição

 

Baixo Engajamento

 

Isto não é uma ciência e cada pessoa é diferente. Algumas pessoas têm pânico de usar o telefone, mas ficariam felizes em arriscar a desobediência civil.

 

Mas pensar sobre nossos ativistas tendo a escada do engajamento em mente nos ajuda a refletir sobre qual será o próximo passo para eles e, como Ferrial fez, a oferecer etapas para seguir aumentando o seu nível de comprometimento e envolvimento. Isto cultiva as relações e ajuda as pessoas a subirem a escada de engajamento, que também é como vocês aumentarão o envolvimento do seu grupo.

 

 

Planilha da Escada do Engajamento

 

  1. Faça uma lista das tarefas que você pediu que as pessoas do seu grupo fizessem.

 

  1. Pense em coisas que você não pediu para as pessoas fazerem. Por exemplo: Que trabalho você faz, mas se esquece de dividir? Quais são as ações futuras que poderiam ser feitas?

 

  1. Organize esta lista com base no que é “mais desafiador” e no que é “menos desafiador”. Procure tarefas que possam estar “no meio” – por exemplo, há uma série de passos entre trazer lanches para uma reunião e aceitar facilitar a próxima reunião.

 

  1. Considere seus voluntários. Quais as tarefas que eles já fizeram? Qual poderia ser o próximo passo para eles?

 

  1. Enfrente qualquer ansiedade ou medo que você tiver sobre dividir mais liderança e responsabilidade. Faça um plano para lidar com isto.

 

  1. Distribua tarefas – e obtenha líderes mais engajados e poderosos!

 

 

Alto engajamento / tarefas mais desafiadoras para o seu grupo

 

________________________________

________________________________

________________________________

________________________________

________________________________

________________________________

________________________________

________________________________

________________________________

________________________________

 

 

Baixo Engajamento / tarefas menos desafiadoras para o seu grupo


Incorporar este recurso: