Dando boas-vindas à diversidade

A inclusão é a intenção ao dar boas-vindas à diversidade. Esta atividade pode ser longa ou curta. Quanto mais coisas presentes puderem ser nomeadas, mais provável será que os participantes se sintam bem-vindos. Este é um ritual, então a repetição pode ajudar: "Bem-vindos(as)... Bem-vindos(as)…". Levem o tempo que for necessário!

Duração: 5-10 minutos Tamanho do grupo: 5-50+ pessoas

Você vai precisar adicionar ou subtrair de acordo com os aspectos importantes para o grupo. Por exemplo, em um retiro de funcionários, pode ser importante nomear todos os papéis presentes na sala ou pode ser importante nomear os grupos marginalizados em sua região. O elemento comum é nomear inclusivamente as pessoas com um sincero “bem-vindos(as)!”.

Nas primeiras vezes em que você fizer esta atividade, talvez seja bom você levar anotações para não esquecer de nada. Mas, logo que possível, livre-se do roteiro, leve o tempo que precisar, e olhe para os participantes durante as boas-vindas. Esta pode ser uma experiência surpreendentemente terna para o(a) facilitador(a) e os(as) participantes.

 

Sejam bem-vindos(a)s… (e então o facilitador começa a nomear)

  • Pessoas de descendência latina, povos originários/indígenas, afrodescendentes, descendentes do Oriente Médio, descendentes da Ásia e das Ilhas do Pacífico, descendentes de europeus e pessoas de descendências múltiplas e misturadas (adapte de forma apropriada para o seu grupo)
  • Mulheres, homens, pessoas transgêneras
  • Os vários sentimentos que vocês têm em relação às mudanças climáticas: nervosismo, sensação de oportunidade, esperança, desespero, terror, confusão, sentimento de impotência, e a parte de vocês que se sente conectada com os outros e se sente poderosa
  • As diferentes línguas faladas aqui (tentar saber a maioria delas com antecedência ou pedir às pessoas para compartilharem que línguas são faladas na sala)
  • Nomeie especificamente estados/países representados – faça uma pausa e peça mais informações
  • Aqueles que se identificam como tendo uma deficiência, visível ou invisível
  • Heterossexuais, gays, lésbicas, bissexuais, queers (adaptar conforme o caso)
  • Sobreviventes
  • Migrantes
  • Pessoas que se identificam como ativistas e pessoas que não se identificam assim
  • Pessoas que já estiveram em workshops como este e as que ainda não haviam estado
  • As muitas maneiras que as pessoas presentes nesta sala ganharam conhecimento, aqueles que adquiriram formalmente ou informalmente através da experiência
  • Solteiros, casados, companheiros, namorados, celibatários, sexualmente ativos
  • Pessoas em sua adolescência, na casa dos 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90, 100 anos (adaptar conforme o caso)
  • Pessoas de diferentes credos religiosos: judias, budistas, muçulmanas, cristãs, adeptas de religiões tradicionais, Baha’i, ateias, agnósticas ou outras, tais como pessoas que ainda estão à procura de um credo, que desistiram ou que tenham qualquer outra tradição de fé (adaptar conforme o caso)
  • Aqueles que te apoiam para estar aqui: quem torna possível
  • Sua família, genética ou de outra forma
  • Místicos, buscadores, crentes de todos os tipos
  • Entes queridos que morreram
  • Nossos ancestrais: aqueles aqui nesta sala, em nossas vidas, e aqueles que faleceram

 

Que outros aspectos da nossa diversidade eu deixei de fora? Inclua o que for sugerido pelos participantes.


Incorporar este recurso: