Como as campanhas realmente são criadas

Criar uma campanha para enfrentar as mudanças climáticas é um trabalho difícil. Cada grupo e seu contexto são diferentes, portanto não há nenhum processo padrão. Mas muitas vezes existem alguns passos em comum.

Aqui temos um exemplo que seguiu alguns dos passos mais comuns – vindo de um grupo ativista jordaniano chamado Nós nos unimos: todos temos direito ao transporte público (معاً معاً نصل – النقل العام حقنا جميعاً):

  1. Reúna algumas pessoas
  2. Desenvolva um objetivo para a campanha, recrute mais pessoas, aprimore o objetivo da campanha
  3. Lance publicamente a campanha, recrute aliados e voluntários
  4. Concentre sua energia em vencer a campanha

 

  1. REÚNA ALGUMAS PESSOAS

O trabalho da Nós nos unimos começou com duas pessoas: Omar e Hiba. Omar é um jovem designer que era voluntário do Greenpeace. Hiba é uma mãe que trabalhou com algumas organizações não-governamentais na Jordânia.

Ambos participaram da 350 Global PowerShift na Turquia. Lá, eles aprenderam sobre as campanhas e desenvolveram habilidades ao participar de workshops sobre campanhas digitais e treinamentos sobre os métodos de mudança social e escalada tática.

Na Turquia, as equipes foram convidadas a pensar em campanhas locais que fossem ligadas às mudanças climáticas, e embora Omar e Hiba tivessem boas ideias, eles não tinham certeza de como duas pessoas poderiam influenciar o trabalho sobre uma questão tão grande como as mudanças climáticas. Eles montaram uma proposta, escreveram uma descrição convincente, e se candidataram a um financiamento para poderem começar. Eles não sabiam se iriam ser bem-sucedidos ou não, mas pensaram que o mínimo que poderiam fazer seria tentar.

Em outras palavras: poucas pessoas se reuniram e decidiram se comprometer com a criação de um grupo, em torno de uma questão que era importante para elas.

 

  1. DESENVOLVA UM OBJETIVO PARA A CAMPANHA, RECRUTE MAIS PESSOAS, APRIMORE O OBJETIVO DA CAMPANHA

Na Jordânia, há grupos ambientalistas e também alguma consciência sobre as mudanças climáticas – mas o desafio foi desenvolver uma campanha climática que fosse relevante para muitas, muitas pessoas. Então Omar e Hiba procuraram uma forma de conseguir se conectar com as questões que eram mais importantes para as pessoas. Eles elegeram como alvo um dos setores que faz uma das maiores contribuições para os gases do efeito estufa: o transporte.

A falta de serviços de infraestrutura, financiamento e manutenção do transporte público significava que, ao longo dos anos, a maioria dos jordanianos não tinha outra opção a não ser comprar um carro próprio. Como resultado, o problema do tráfego de Amã hoje está estourando, gastando tempo, dinheiro e energia preciosos e causando problemas ambientais e de saúde massivos em seu curso.

Dessa forma, o trabalho deles era sobre as mudanças climáticas, mas tão importante quanto isso, eles conseguiriam envolver as pessoas com base nas dimensões sociais, econômicas e de saúde. Este conceito é importante – eles escolheram um valor amplamente compartilhado em sua sociedade e usaram isso para pensar sobre como sua campanha poderia atrair novas pessoas.

Então eles começaram a pesquisar e ler tudo o que conseguiam encontrar sobre transporte público. Eles não encontraram quase nenhum jornalista jordaniano que falasse sobre isso como um problema. Pior ainda, ninguém estava falando disso como uma questão relacionada às mudanças climáticas.

Eles começaram a conversar sobre essa questão com amigos e com qualquer pessoa que eles encontravam – assim, lentamente, o grupo Nós nos unimos foi criado e começou a crescer. Eles já não eram mais apenas uma ou duas pessoas, mas cerca de uma dúzia de pessoas que se encontravam semanalmente para tomar um chá ou café em suas reuniões.

Depois de terem discutido e refletido sobre suas ideias, eles fizeram o que quase todos os organizadores fazem ao criar campanhas – ajustaram seus objetivos e visão de acordo com sua capacidade. Já que a questão era tão grande e tão pouco trabalho estava sendo feito sobre isso, eles decidiram começar devagar e centrar a sua campanha em Amã, a capital jordaniana e sua cidade natal. Eles definiram um objetivo para a campanha com metas concretas para a expansão do transporte público.

Eles tinham um objetivo claro para mobilizar a opinião pública e exigir uma melhor infraestrutura e serviços de transporte em Amã. É claro que ainda não estava claro se eles conseguiriam vencer – mas em todas as campanhas chega aquele momento em que você não tem todas as informações, mas você assume os riscos e corajosamente diz às pessoas o seu plano, mesmo quando não tem tudo planejado.

 

  1. LANCE PUBLICAMENTE A CAMPANHA, RECRUTE ALIADOS E VOLUNTÁRIOS

O grupo estava formado, mas a campanha ainda não era pública. Eles queriam lançá-la quando tivessem um pouco mais de força e objetivos focados.

Enquanto eles avaliavam o que precisavam para esse lançamento público, eles perceberam que seu grupo era pequeno. Fazer o município mudar seu planejamento (mesmo em uma questão que poderia ressoar com o cidadão jordaniano médio) parecia algo grande demais. Mesmo atrair o interesse dos jornalistas parecia muito difícil (Eles perguntariam coisas sem resposta, tipo “Como vocês pretendem conseguir com que eles façam isso?” ou “Quem vocês representam?”).

Então eles fizeram algumas coisas. Eles decidiram criar uma parceria com um grupo legalmente estabelecido. Começaram a pedir em sua rede – para amigos e organizações onde essas pessoas haviam sido voluntárias – ajuda para achar um grupo para fazer uma parceria. Eles enviaram e-mails perguntando a uma série de grupos quem estaria disposto a criar uma parceria em torno desta campanha. Eles se expuseram a muitos grupos que não eram os certos, mas persistiram e continuaram procurando novos aliados.

Ao mesmo tempo, eles também começaram a fazer algum trabalho inicial de expansão de seu alcance para ganhar voluntários. Eles passaram seu tempo em paradas de ônibus e outros espaços públicos para ouvir em primeira mão as experiências dos usuários de transporte público. Eles descobriram que o município tinha uma visão proposta, mas que ela era inadequada. Então, eles começaram a escrever críticas a esse plano e a sugerir alternativas, recebendo conselhos de especialistas e de jordanianos comuns que usavam o transporte público.

Este valor significava que eles não estavam apenas representando suas próprias vozes, mas recrutando e aprendendo com as pessoas que eram as mais impactadas pelo problema. Isto deu a eles uma dedicação mais forte à questão, bem como novas informações, perspectivas e até mesmo novos membros dedicados e extremamente apaixonados!

Toda essa persistência valeu a pena.

Por coincidência (e isso acontece muitas vezes nas campanhas), um grupo local, Taqaddam, estava trabalhando com o mesmo problema. O Taqaddam é uma organização multidisciplinar que lida com uma infinidade de questões de justiça social, incluindo o transporte. Mas naquele momento eles não conseguiram executar uma campanha sobre este tema, devido à falta de recursos. A energia do grupo, local e crescente, de voluntários da 350 foi uma combinação perfeita!

A coalizão com o Taqaddam deu a eles a chance de disparar o lançamento da campanha: uma conferência de imprensa pública perspicazmente organizada, com pessoas pedalando até o prédio da prefeitura, simbolizou os objetivos desta campanha de base. O Taqaddam trouxe a sua experiência com a mídia, e o Nós nos unimos mobilizou e em seguida empoderou sua rede local de voluntários.

 

  1. CONCENTRE SUA ENERGIA EM VENCER A CAMPANHA

Desde então, eles têm feito muitos eventos públicos, atividades de divulgação, e colançaram um relatório institucional de pesquisa sobre as deficiências dos planos atuais para o transporte público em Amã. A campanha está em andamento – mas eles persistem no mesmo objetivo da campanha (em vez de lançar um monte de outras campanhas ou fazer ações aleatórias).

Através desses vários esforços, a equipe ganhou uma grande publicidade, o que continua a gerar ainda mais interesse entre a comunidade local. O núcleo do grupo cresceu de duas para cinco pessoas que trabalham e que esperam por uma grande vitória. A equipe tem certeza que eles deixaram a sua marca na sociedade, bem como sobre os tomadores de decisão envolvidos com a questão.


Incorporar este recurso: